Você sabia...

que no oceano Pacífico, existe uma enorme ilha formada exclusivamente pelo acúmulo de lixos plásticos, cuja área calcula-se que seja maior do que a soma dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Goiás?!?

Sabia que um objeto reciclável, nem sempre é biodegradável ?!?

A maioria dos plásticos, como o isopor e o acrílico, podem ser reciclados, sim. Porém, quando jogados na natureza, sua degradação não ocorre de forma biológica, porque são produtos de natureza sintética, química e poluente. Ao longo dos séculos que levarão para se decompor, irão liberar lentamente gazes e chorumes tóxicos no solo, no ar e na água.

Já o produto biodegradável se decompõe e se recompõe com a natureza de onde veio, necessitando de muito menos esforço. "Esquecê-lo" por aí é o suficiente para que o tempo o transforme em adubo, uma intervenção saudável ao meio ambiente.

Uma das dificuldades em resolver o problema do lixo, é que atualmente os objetos não são totalmente biodegradáveis como eram antigamente. A maioria, móveis, vestuário, calçados, utensílios domésticos etc. são compostos sintéticos ou mistos, e demandam um esforço maior, com muitas complexidades no trato, e comumente o uso de mais produtos químicos e poluentes em sua reciclagem. Além disso, a pouca boa vontade das pessoas para separar os diversos materiais recicláveis, e a falta de informação, estão enterrando o planeta sob nosso lixo.

Você sabia...

O VIDRO é RECICLÁVEL e BIODEGRADÁVEL, não polui e pode ser resgatado do meio ambiente sem pressa. Ele, assim como louças, porcelanas, cerâmicas... são argilas, barro, terra, areia... elementos naturais, transformados através de processos mecânicos, sem impacto sobre o meio ambiente.

O vidro é a escolha coerente de quem assume o compromisso de preservação do nosso planeta.


S.O.S. Terra... consumo consciente é urgente... é Compromisso Social.